Candomblé

Crenças de Ifá.

consultando-ifc3a1Ifá é principalmente um ponto de vista, ao invés de um conjunto de doutrinas específicas. No entanto, vamos dentro desta visão caracterizar certas crenças fundamentais na perspectiva de Ifá. Predominantemente entre essas crenças há a suposição de que o mundo e tudo nele é inerentemente sagrado. Isto significa que o universo é sentido como uma fonte de benevolência em que todas as coisas existem para um propósito. Na cosmologia de Ifá não há “diabo” e não a uma identificação do “mal primordial”, ou seja, o pecado original.

Porque o mundo é considerado sagrado, há em Ifá um sentimento de respeito por todos os seres vivos, o respeito por todos os pontos de vista e uma profunda reverência pela inspiração que vem através da contemplação e observação. Tudo está na floresta e a floresta é vista como viva e consciente.

Não faz sentido os seres humanos se sentirem melhores do que o mundo em que vivem, os humanos são apenas uma parte do ambiente que compartilhamos com tudo o que existe. Assim, a natureza é vista como uma possível fonte de sabedoria.

Dado este ponto de vista, Ifá não expressa o desejo de controlar a natureza, nenhum desejo de explorar os recursos naturais e nenhum desejo de dominar os animais da floresta (humanidade). A Cultura iorubá floresce nas regiões central-leste e oeste da floresta africana, um lugar para se viver em harmonia com a terra e continua a ser um elemento essencial da sobrevivência diária.

A expressão plena da natureza é visto por Ifá como a manifestação viva do Espírito. Tudo o que existe na Criação é uma extensão da Fonte da Criação. Mesmo nos lugares onde a inter-relação de todas as coisas permanece escondido da percepção humana, há uma unicidade.

No contexto desta visão de mundo, a tarefa da vida humana é manter a harmonia e o equilíbrio que inerentemente existe no mundo. Esta tarefa é considerada um dever sagrado que forma a base para orientar o crescimento e o desenvolvimento do indivíduo e da comunidade. Parte dessa responsabilidade é a necessidade de continuar a agradecer ao universo pela abundância e sistemas de suporte à vida, que ele proporciona.

Isto é feito através da oração diária, a rigorosa disciplina religiosa, celebrações sazonais e reverenciamento a memória dos antepassados ​​que ajudaram a iluminar a profundidade dessas obrigações sagradas.

Em um nível pessoal, Ifá ensina que qualquer pessoa que tenha vivido carrega a semente da divindade. Esta semente pode ser cultivada e desenvolvida como a maturação de uma árvore que cresce, ou pode ser negligenciada e destruída, tornando-se adubo. É esta semente que nos une a uma fonte comum, que por sua vez, fornece a base para que todos se tratem com respeito. Ifá é baseado na crença de que se a vida de uma pessoa melhora, melhoramos a vida de todos. Se uma pessoa sofre, todos no grupo sofrem. De acordo com Ifá, a melhor maneira de evitar o sofrimento é descobrir seu próprio destino pessoal (Orí ipin) e viver uma vida que reflita o conteúdo dessa descoberta.

 

Por Bàbáláwo Fatunmbi.

fonte: http://ocandomble.wordpress.com/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s